20/10/2018

NOSSO DESPREZO E O PTSESPERO

Nós, que fazemos parte do Brazil, nós, que pertencemos aos 0,5% dos lares brasileiros que assistem a GloboNews, nós que estamos tentando entender o momento deste país para votar em seu futuro, nós que conhecemos a "filosofia" por trás das manchetes e reportagens do jornal Folha de São Paulo, nós que ficamos vendo e repassando mensagens a favor de Bolsonaro e contra o Laddad, nós que acompanhamos a Lava-Jato na caça aos mentores deste colossal processo de assalto aos cofres públicos, nós que estamos engajados em mandar o PT para a cova, nós sabemos perfeitamente o desespero dos dirigentes desta agremiação e dos políticos acobertados por ela. Nós, por isso, compreendemos que só lhes restam pedir a cassação de Bolsonaro, antes do pleito, antes da posse ou mesmo depois, do contrário muitos terão o mesmo destino de seu "grande líder": a cadeia. Mas e este imenso Brasil? E os brasileiros que estão acordando às 4 da matina para embarcar em 3 horas de trens, ônibus, carroças, lombo de burro, ou mesmo de pé no chão, para chegar ao trabalho (os que ainda o têm), será que sabem? 

Minha resposta é um grito de SIM a plenos pulmões, pois um número é inquestionável:

79,8% dos eleitores brasileiros desprezam o PT.



O "povo", que o PT se arvora em ser o único defensor, é composto de, no máximo, 21,3% dos brasileiros. 

Mas para os que eventualmente questionem este argumento tão cabal, cito uma pesquisa do instituto DataFolha, empresa que mesmo integrando o grupo Folha, constatou que "69% dos eleitores de Jair Bolsonaro o apoiam porque ele não é o PT".

Negar, negar, negar. Negar que sabia. Negar que roubou. Negar os mal feitos. Negar erros políticos. Negar responsabilidade sobre os 13 milhões de desempregados. Negar a recessão. Negar corrupção, ou, pior, justificá-la pelos fins.  Negar pelo poder a qualquer custo. A negação é assim definida pela psicologia freudiana: "É um mecanismo de defesa que basicamente é recusar-se a reconhecer que um evento ocorreu. A pessoa afetada simplesmente age como se nada tivesse acontecido, se comportando de maneira que outros podem ver como bizarro. (...) a pessoa simplesmente 'faz vista grossa' para uma situação desconfortável".(1)

Paralelamente acusar, acusar, acusar. Neste processo valem acusações falsas, quanto mais falsas, melhor, pois estas levarão muito tempo para serem comprovadas como tal. Até lá é a intenção e desejo deles já terem cooptado, comprado, corrompido agentes da justiça para estabelecer suas "verdades". 

Repetir, repetir, repetir as acusações. Até que, por insistência, os descrentes comecem a ter dúvidas. 

Tais comportamentos estão na base dos indivíduos psicopatas.(2) Só psicopatas têm desprezo inato por outros seres humanos. Só mentes doentias são capazes de realizar com tamanha intensidade e determinação tal empreitada.

A transmutação de Laddad é a prova mais cabal do nível de calhordice, canalhice que já se viu. Não vou me alongar, pois já escrevi o que penso sobre alguém tão abjeto. Alguém que se deixou transmutar em um não-de-si-mesmo com o único propósito de salvar toda a cúpula petista e seus "companhêros" por uma egoísta razão: salvar a própria pele, e por isto, por apenas isto, vale tudo. Só sendo não-Laddad(3) explica alguém aceitar entrar para a história como o maior capacho humano que este país já produziu.

O desprezo pelo petismo já está registrado na história do país. Mas ainda não nas urnas. Portanto, não se iluda, de hoje até dia 28, o ptsespero irá viver 24 horas por dia na busca de construir qualquer narrativa (e ações radicais) que possam contribuir para tirar Bolsonaro da vitória. Como eles mesmos já nos preveniram no passado: nós não sabemos dos que os dirigentes e militantes radicais do PT são capazes de fazer. Todos, agora, em pânico.



(1) Fonte: Site Psicoativo
(2) Ver aqui o significado psicopata
(3) Editorial do Estadão do dia 20/10/2018 em resposta às acusações feitas pela Folha.