10/07/2014

A CORTINA DE FUTEBOL

Sou leitor assíduo da revista Piauí. A deste mês de julho/14 traz o artigo "O Rei e o Esporte-Rei", um texto extenso de Germán Labrador Méndez, espanhol, professor de literatura em Princeton. Nele, o autor faz paralelos entre o sucesso da seleção espanhola a partir de 2008 e a decadência da Espanha no mesmo período, culminando com a participação melancólica do time na Copa das Copas. Simplificando: uma cortina de futebol para esconder os males do nosso país.



Para quem tem interesse neste tipo de assunto, eu indico a leitura. Aqui, vou reproduzir apenas um parágrafo que tem total relação com o que estamos presentemente vivendo. Eis:

"O que fazer diante de tudo isso? Como se emocionar com as vitórias de uma seleção que, se nos representa, o faz à custa de se subordinar a um esquema que pretende nos convencer de que essa alegria compensa o sofrimento ou a dor do cotidiano? Por outro lado, como vibrar com suas derrotas, se ainda nos reconhecemos na memória coletiva de alegrias anteriores, alegrias potencialmente de todos, de uma felicidade comum? Seria possível pulsar com um duplo coração?"

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.