quarta-feira, maio 19, 2021

FUI MAL!

Ontem, 18/5/21, repassei, para vários de meus contatos, uma mensagem, recebida no WhatsApp, relativa a uma pesquisa sobre a marca Toyota. Pouco depois de repassar para alguns, desconfiando de que poderia ser falsa, parei de repassar mas, evidentemente, já era tarde. O que digo a seguir é muito mais que um "mea culpa", é o reconhecimento de uma realidade da atual Era Digitrônica para a qual ainda temos muito a aprender e muito a interiorizar como atitudes padrão, principalmente, no uso de celular.

Desconfiar, por princípio, de toda mensagem cujo remetente não se conheça, ou que tenha sido repassada (ou seja, mensagem que não tenha sido criada por quem a enviou) mesmo o remetente sendo de suas relações. Não respeitar esta regra, foi meu primeiro erro. Quem me enviou foi um amigo que, além de só ter veículos Toyota há mais de 15 anos, faz trocas em média a cada 2 anos numa mesma concessionária, fato que me fez ignorar todo e qualquer cuidado. Por esta razão, simplesmente assumi a mensagem como "inocente" e verdadeira. Consequentemente, relaxei e... cliquei.

Quaisquer que sejam os apelos, evitar participar de pesquisas via internet (celular ou computador). No caso de ter interesse pelo que está sendo proposto (p. ex., pesquisa sobre projetos de lei da Câmara dos Deputados), primeiro se questionar se realmente é relevante responder e, se o fizer, fazê-lo diretamente no site da entidade produtora/organizadora e, preferencialmente, não pelo celular, mas pelo computador, onde, provavelmente você tem um antivírus para acionar. Meu segundo erro foi, portanto, ignorar tudo isso. Relaxei e... cliquei.

Levar em conta, antes de "encaminhar" qualquer mensagem, que seus contatos (amigos, familiares, prestadores de serviço, etc.) mais provavelmente não têm os mesmos interesses que os seus. Sacou? Saquei, mas... ignorei!

Não bastassem as artimanhas dos fraudadores para nos pegar, por conta de uma pandemia associada a uma política de implantação do medo, estamos enfiados, entediados, dentro de casa, jogando paciência no celular (neste meu caso), e, não tendo o que fazer, "procurando sarna para me coçar", fiz... merda. Então,... cliquei e... fodeu!

Fodeu porque depois de achar ter feito merda, liguei para meu amigo para me certificar. Pedi que ele entrasse em contato com a concessionária e a resposta foi... "É falso e, provavelmente, é vírus!". Fodeu!

Me desculpar com aqueles que foram destinatários e abriram a mensagem como eu, é minha obrigação, mas não resolve p**** nenhuma. Espero sinceramente que você não tenha sido tão imbecil quanto eu fui. Mas caso você tenha cometido o mesmo erro, respire, penitencie-se perante os deuses, prometa a si mesmo internalizar a desconfiança como padrão de comportamento básico na lida com esses diabólicos dispositivos, e obrigue-se a alertar e instruir os seus para os perigos e armadilhas que a "rede" nos traz.

Para terminar, pesquisei no Google "mensagem toyota é vírus" e o que vem como resposta é uma enxurrada de denúncias de golpe deste tipo (faça você também a pesquisa). De qualquer forma, adianto Neste link a descrição do que interesse ao caso aqui relatado. Importante observar que só quem chegou até o final e instalou o aplicativo é que parece estar sujeito a ter dados "roubados" (não foi o meu caso).

Fui! Mal.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Comente, se não conseguir fazê-lo aqui, faça no Grupo do Blog Hipocrisia, no Telegram, ou mesmo no particular. É fundamental receber sua opiniões, comentários, críticas e sugestões. Obrigado desde já.

Se desejar não receber mais notificações deste blog, basta mandar mensagem para paulo@sendme.com.br colocando DESCADASTRAR no campo assunto.

Um comentário:

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

ATENÇÃO: No Chrome, quando você insere comentário sem que tenha se logado no navegador, você aparece como usuário "Unknown".

Obrigado.