06/07/2009

BOLSA DA HIPOCRISIA

Em março, depois de alguns anos longe para desintoxicar dos traumas, voltei ao mercado de ações. A razão para o desatino: diversificação de investimentos para redução dos riscos, ou seja, masoquismo. Não voltei à galega, sem mais nem menos. Consultei amigos, pedi orientação, indicações de fundos etc. Minha caixa de mensagens ficou lotada de relatórios, análises, dicas etc.



Tentei, juro que tentei, ler alguma coisa, aprender um tiquinho que fosse, mas não consegui. Cadastrei-me em uma corretora que oferece o recurso de "home broker" (o corretor é você, de casa, via micro & internet). Comprei bem e mal, vendi pior, mas entre compras e vendas até que, por enquanto, estou em vantagem.

Neste jogo (para os desavisados, isto é um jogo), comecei a perceber que as previsões dos especialistas viravam pó no dia seguinte, na semana seguinte, ou, no máximo, no mês seguinte. No início do ano, com o IBOVESPA em 37 mil pontos, acreditei na dica que o expert deu em sua participação no programa de rádio: esperar chegar aos 30 mil pontos para fazer qualquer compra. Desde então a bolsa não parou de subir (está, hoje, em 50 mil pontos).

Depois, quando passou dos 52 mil pontos e começou a cair, a administradora de um dos fundos me disse que os técnicos indicavam esperar cair até 46 mil pontos. Até hoje não baixou dos 50 mil.

Mas a gota d´água foi o conteúdo no link "Análise Técnica" para o dia de hoje, 6 de julho de 2009, no site da corretora,. Vejam se não é uma gracinha!

Sobre o IBOVESPA
"(...) O mercado tem espaço para continuar a trajetória de realização onde a onda C de baixa na contagem das ondas de Elliot completa a formação do segundo Ombro da sequência Ombro-Cabeça-Ombro por volta dos 49.600 pontos. Apresenta um suporte intermediário em 50.260 pontos. O volume financeiro fechou em R$1.67 Bilhão (...). Estocástico Lento vendido em 62%."

Não é um primor? Tem mais.

Sobre as ações PETROBRAS PN
"Fechou sem confirmar o Martelo que é figura de reversão altista pelo gráfico japonês. A formação do Dia Chave de Reversão, figura de reversão como o nome diz [ainda bem que explicou!!!], pela teoria de Dow também não confirmou, mas pode estar por outro lado formando uma ilha de Reversão. Testou e respeitou mais uma vez a retração de 38.2% do estudo de Fibonacci no forte suporte em 31.00 que também é o suporte da onda 4 de Elliot. Com este último pregão de queda do papel praticamente atingiu o objetivo da onda C de baixa na contagem das ondas de Elliot completando a formação do segundo Ombro da sequência Ombro-Cabeça-Ombro ("olha ele aí outra vez, gente"!!!). O objetivo da onda C de queda é a Linha de Pescoço [deixa o meu de fora disso, pelamordedeus!], por volta de 30.60 e a mínima foi em 30.90 e reverteu. (...) Estocástico Lento [também aqui!?] vendido em 26%."

A verdade é uma só: se alguém pudesse prever alguma coisa, o mercado simplesmente implodiria e, consequentemente, não existiria.

O mercado de ações só existe e subsiste porque é um imenso cassino de apostas. E como em todo cassino, não há previsão possível de onde a bolinha vai parar, nem quando, ao acionar a alavanca, as moedas irão cair. Estes diagnósticos do absurdo são apenas como as avaliações de aroma feitas pelo Renato Machado para os vinhos que ele degusta: hipocrisia pura para enganar otário. Tire da bolsa da Bolsa todas as hipocrisias e o que vai sobrar serão muitos pequenos investidores (galinhas) fazendo a riqueza de poucos grandes e, algumas vezes, espertalhões investidores (raposas).

P.S.: Ah! Aos amigos que discordam: as exceções, se existirem, o que eu duvido, só confirmarão a regra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.