25/11/2014

O MUNDO GIRA E A HIPOCRISIA ROLA!

Nos meus anos de vida adulta fui percebendo que por trás de uma denúncia a um companheiro, havia uma motivação de vingança por ter sido... sacaneado! Vide Roberto Jefferson, Collor, mais recentemente o caso FIFA, e outros. 

Teorizar sobre fim da corrupção, uma variável universal e humana, portanto, é teorizar sobre o nada. A única saída é tentar manter instituições fortes e independência de fato dos 3 poderes.


Mas depois de um Coaf(*) que nunca chamou nenhum dirigente de construtora e/ou político e/ou agentes do sistema financeiro (bancos em particular) para explicar transferências de valores sem explicação, dentro do país ou em remessas para o exterior; depois de uma CVM nunca ter identificado nada de errado nos balanços da Petrobrás e nem mesmo ter se colocado em defesa dos acionistas minoritários; depois de um Ministério Público que não botou a boca-no-trombone quando foi alertado sobre Pasadena e Abreu Lima; ainda estou à espera de ouvir alguém me contar a verdadeira motivação por trás de uma policia federal que ousa "peitar" sua chefe maior a "presidenta" da República, personagem central e crucial de tudo o que se diz ter acontecido desde o seio da alta cúpula da estatal até os níveis sub-gerenciais, cuja participação foi de, no mínimo, 100 milhões de dólares. Quem foi sacaneado? Com certeza, nem Dilma nem Lula, pois estes nunca souberam, ouviram ou viram nada.

O mundo gira e a hipocrisia continua rolando livre, leve e solta.

(*) O Banco Central "exige" que qualquer transferência acima de 100 mil reais tenha a origem do recurso identificada no ato da operação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.