03/02/2009

O FUMO, O ÁLCOOL E O CELULAR

A partir de janeiro de 2001 ficou proibida a propaganda de cigarro. Em 26/01/09 o semanário Meio & Mensagem mostra em reportagem que o lucro líquido da Souza Cruz entre 2000 e 2007 cresceu 84%. Jogada de mestre do governo, fez bonito pro povão (Serra vem aí!) e aumentou a arrecadação. Dose de hipocrisia puríssima, super-destilada.



Fizeram a lei para prender quem for pego com concentração de álcool no sangue superior a 6dg/l. Em O Globo consegui dados do relatório dos acidentes nas rodovias federais que cortam Minas entre 21 e 28/12/2008 (Natal): 52,2% superior ao total registrado no mesmo período de 2007 (sem Lei Seca). Não há capacidade de fiscalização. Se houver, o custo será incompatível com o benefício, ou não vai haver cadeia pra todo mundo.

É proibido dirigir falando no celular. Não riam, não é piada nem aqui nem na Inglaterra como também nos faz saber O Globo. Lá, uma jovem de 21 anos foi condenada a 21 meses de prisão (coincidência ou critério?) por perder a direção e matar uma outra jovem de 24 anos. O Juiz classificou como "uma insensatez e uma loucura usar o telefone enquanto conduzia o veículo". Só há uma maneira de fiscalizar: um fiscal sentado no banco do carona de cada motorista. Lá e cá.

Fora as hipocrisias evidentes, onde está a raiz de nossa incapacidade em tratar desses assuntos? Faça seu comentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.