22/06/2016

O MAU CHEIRO E O DELÍRIO COMPULSIVO!!!

O mau cheiro do caso Oi Telecom se espalha como se espalha pelo Brasil a rede de telefonia fixa que a empresa detém em concessão.

Se você meter o nariz nas relações da empresa com o governo petista, fede.

Se você meter o nariz na origem do jogo de notícias plantadas na mídia ao longo dos últimos anos, fede.

Se você meter o nariz nos aportes que a empresa recebeu de, principalmente, BNDES e Fundos de Estatais, fede.

Se você meter o nariz nas razões do silêncio da CVM, fede.

Se você meter o nariz para saber como uma empresa consegue chegar a uma dívida de R$ 65 bilhões, fede, valor este próximo ao que Levy, em passado recente, anunciou como sendo o rombo nas contas do... Brasil!!!!!

Se você meter o nariz para descobrir as relações de Lula e Lulinha com a Oi, fede.

Fiz uma pesquisa na rede e coletei algumas manchetes que listo cronologicamente, algumas acrescidas de comentário meu.



"A operação para a fusão entre Brasil Telecom e Oi é um evento cercado de informações não-oficiais, de declarações em off e de muitas dúvidas. Quando um ministro finalmente tenta dar uma informação oficial, como fez Hélio Costa, é logo desmentido pelas empresas e repreendido pelo governo. O governo, que por um lado é apontado pela grande imprensa como o grande fomentador do negócio, não se pronunciou. O BNDES, que parece ser o pilar financeiro da operação, não detalha as diretrizes que está seguindo. As empresas confirmam, oficialmente, apenas conversas. Então, para contribuir para o debate, sugerimos uma relação de perguntas a serem feitas às autoridades responsáveis por permitir ou não a fusão, aos fundos de pensão, ao BNDES e aos acionistas das duas empresas."

[A coisa já fedia em 2008. Não andou. Ficou em banho-maria até 2013, a dívida crescendo obviamente.]


[Não deu certo. Em 2014, voltaram à carga. Dilma, com certeza não sabia de nada.]


"A Oi é fruto de uma história repleta de absurdos. A montagem do consórcio que comprou a Telemar no processo de privatização foi chamada, pelo próprio ministro que coordendou a venda, de “rataiada”. Durante muito tempo, BNDES, Previ e Petros foram seus principais acionistas, mas, por motivos desconhecidos, renunciaram ao direito de dirigir a empresa em prol de dois sócios privados: Carlos Jereissati (irmão de Tasso Jereissati, liderança tucana) e Sérgio Andrade (da construtora Andrade Gutierrez e um dos principais financiadores das campanhas de Lula). O governo alterou o Plano Geral de Outorgas (PGO) exclusivamente para permitir que a Telemar comprasse a Brasil Telecom, se transformando na atual Oi. E, aos poucos, os sócios estatais foram se retirando da empresa, em condições ainda não totalmente esclarecidas, e em benefício dos dois sócios privados nacionais e da Portugal Telecom. Uma história de escândalos que só fazem aumentar."

[A "merda" começou a se espalhar envolvendo outras empresas.]



[Aí a coisa começou a se concentrar na TIM. Manipulação na cotação das ações. CVM em silêncio.]



BRASIL 247 - 01/01/15 - OI FOI O GRANDE MICO DA BOLSA EM 2014

[A CVM? Em silêncio. Quanto à pretensa operação, micou também.]



"Tele ainda não assinou acordo com LetterOne , que desistiu de abrir escritório no país após crise no BTG."


[LetterOne é um Fundo Russo e, se envolve bilionários russos, a coisa não deve ser séria.]




[CVM em completo silêncio.]


[Então, o mercado já sabia, mas CVM, governo e outras entidades de mercado ficaram... em silêncio]



"No Brasil, não há perspectiva de mudanças no controle da TIM, disse uma pessoa ligada à operação brasileira."

21/6/16 - O Antagonista - CHANCE DE FUSÃO OI-TIM


"Na visão de um experiente analista de telecom de um banco europeu, uma eventual união com a Tim estaria entre as razões que motivaram os portugueses a pedir recuperação judicial da Oi. Em uma situação dessas, os reguladores brasileiros dificilmente seriam contrários ao negócio. As ações da Oi despencam 20%, enquanto as da Tim têm leve alta."

Algumas informações a mais você tem no artigo de opinião de O Globo, de 22 de junho de 2016, "Delírios estatistas e corrupção na quebra da Oi".

E ao mesmo tempo, disputando o melhor lugar na primeira página dos jornais, a descoberta de mais uma tática de nossa pior empreiteira:


E a cereja do bolo da corrupção:



SEM ACORDO DE LENIÊNCIA. A ODEBRECHT TEM QUE SER FECHADA, ENTERRADA.

Os psicopatas do Brasil entraram em delírio geral, irrestrito e compulsivo, e nós, cidadãos razoavelmente "normais", só agora estamos nos dando conta!!!


NUNCA É TARDE!


Em complemento, indico dois links:

1) o vídeo gravado pelo Francisco Madia que faz uma comparação entre o caso Oi e o caso do supersônico Concorde.

2) Alguns fatos graves por trás da entrada da Portugal Telecom na OI/Telemar, narrados por Aurélio Valporto, vice-presidente da Associação Nacional de Proteção dos Acionistas Minoritários 


Um comentário:

  1. A merda é tão grande que já me vejo aprendendo sinais de fumaça e tambor. O País vai parar sem telefones fixos e internet. Voltaremos as filas de bancos e todas as filas que antes fazíamos por agendamento.....País de Merda, povo de Merda, vida de Merda......

    ResponderExcluir

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.