sexta-feira, março 05, 2021

COLOCANDO O PINGO NOS IS DO NEGACIONISMO


A sentença "acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é" é atribuída a Lênin como um dos itens do seu rol de diretrizes para chegar ao poder e um bom exemplo da advertência feita por Orwel.

A prática deste princípio pelos socinistas(1), como proponho identificá-los, nestes últimos 100 anos, tem sido intensa e, na última década, a aplicaram atribuindo o rótulo de "negacionista" a todos os que não pensam como eles e rejeitam suas teses alarmistas. A justificativa mais usada para terem escolhido tal rótulo é a existência de cientistas que não aceitam a explicação de que o planeta está aquecendo por ação exclusiva do homem capitalista - a poluição gerada pela  China, evidentemente, não é mencionada - e procuram mostrar que aquecimento e resfriamento são cíclicos por razões complexas, pois existem fatores muito mais relevantes - por exemplo, as interações gravitacionais dos planetas dentro do nosso sistema solar - do que simplesmente a queima de combustíveis fósseis e outros argumentos - bandeiras e brados com slogans simplistas expostos pela "esquerda burrinha" como a ela se refere o jornalista Celso Lessa. Enfim, se você se der o trabalho de pesquisar sobre o tema via Google, é isto que vai encontrar: o negacionista primeiro foi quem negou o aquecimento global causado pela ação humana. Mas o significado foi abduzido pelas mentes socinistas para separar os humanos em dois grupos: os seus adeptos, os "ungidos" e todos os que com eles não concordam não importando do que se trate.

Um NEGACIONISTA de raiz, original, pela minha ótica, é aquele que começa por negar que é NEGACIONISTA pela simples e "incontestável" evidência de que ELE, tal como seus bajulados "ungidos" ideólogos, detêm a "verdade", não importa do que se trate, e se você não aceita isto, você é o  NEGACIONISTA!!! Simples assim? Sei não! Meio confuso, pois NEGACIONISTA para esse tipo de indivíduo é aquele que nega as "verdades" dele, normalmente narrativas que negam fatos históricos, presentes, e a própria realidade das coisas, da cultura, da psique, da vida e do mundo. 

A gente percebe que está diante de um NEGACIONISTA quando ele começa a expor as tais "verdades" irrefutáveis, inegáveis, mas que se nos apresentam como enormes, gigantescas falácias discursivas, que não resistem às mais básicas perguntas, perguntas estas que os fazem encerrar o papo com uma atitude de cancelamento ou lacração como está na moda, pois NEGACIONISTA que honra as calças, não aceita embate de ideias, argumentos contrários, perguntas incômodas. É então que se revela em toda a sua nudez hipócrita como um real e autêntico NEGACIONISTA

Infinitas, portanto, são as afirmações de um NEGACIONISTA praticante, mas para justificar minha proposição de atribuir o termo a quem realmente o merece, dou alguns exemplos.

Eles negam a biologia, pois ecoam a proposição de uma psicopata(2) que convenceu alguns magnatas a financiar indivíduos e entidades ao redor do planeta que se disponham a propagar o conceito de gênero em lugar de sexo, de forma a respaldar a narrativa de que sexo é uma construção social, pois não nascemos home ou mulher, e devemos passar a nos referenciar como "pessoa com pênis" ou "pessoa com vagina".

Eles negam desejar implantar uma ditadura enquanto defendem os movimentos "antifascistas democráticos" e pacifistas à "moda caralho", como diz um amigo, pois invadem, depredam e subjugam pessoas como fizeram manifestantes antirracistas em um restaurante em Washington, ou seja, negacionismo da liberdade do indivíduo em uma das mais puras manifestações de intolerância fascista.

Negam o direito dos pais de educar seus filhos com base em valores morais e religiosos que acreditam e praticam, pois, para um bom NEGACIONISTA, é do Estado a obrigação de moldar as crianças, da creche à universidade, para que se tornem adultos crentes e praticantes de uma só verdade, a verdade deles, com o objetivo final de igualar a todos pelo único critério possível demonstrado 

Negam a família e sua importância na construção de uma estrutura e valores que dará sustentação para a integridade psíquica para um ser humano chegar à idade adulta e poder fazer escolhas livres e saudáveis. Para este tipo de NEGACIONISTA, um provável solitário e/ou mal-amado e/ou psicopata e/ou provavelmente agredido física e/ou psicologicamente em um ambiente familiar desestruturado, é esta exceção - que para tudo existe - a razão para justificar seus desvios cognitivos.

Mas é este mesmo tipo de NEGACIONISTA  que nega a fragilidade psicológica da criança defendendo uma educação sexual ideológica nas escolas desde a tenra infância, com a meta de "desconstruir" sua identidade biologicamente formada, não se importando com os danos - pois não admite que existam - destas ações na vida adulta futura deste ser humano, não desconstruído, mas DESTRUÍDO.

São NEGACIONISTAS tão estúpidos que negam as evidência biológica das diferenças estruturais da construção e funcionamento dos corpos sem que fiquem minimamente corados ao afirmarem em fenomenal hipocrisia que homem e mulher são construções sociais, mas gays, lésbicas, trans etc. já nascem biologicamente construídos!!!


O NEGACIONISTA nega ser preconceituoso enquanto carrega a bandeira do "Black Lives Matter" (BLM), levantando um braço com seu punho fechado, e postando mensagens desejando a morte de quem não concorda com ele.

O NEGACIONISTA nega as individualidades de cada ser humano em favor de coletivos que geram segregação por cotas que, ao invés de reduzir preconceitos, têm a flagrante consequência de estimular injustiça e preconceito.

Um bom NEGACIONISTA não gosta de história, por isso não sabe que o desenvolvimento da civilização é um processo de movimento pendular que, a partir da ação ego-centrada de todos os agentes da natureza, plantas, insetos, animais, seres humanos e eventos da física e da química, foram, são e serão o fundamental princípio de evolução e diferenciação dos seres e das sociedades. Por se apegar a esta ignorância, é defensor ferrenho da implantação de um regime ditatorial de governança mundial que intenta implantar um comportamento humano igualitário para e assassino da liberdade de se ser o que cada um está fadado a ser.

Um NEGACIONISTA ungido, nega a imperfeição da reprodução genética - o jeito que a Natureza encontrou de criar a diversidade das espécies e dos indivíduos, entre elas a humana - e defender o aborto dos "imperfeitos" como tática para conduzir um processo de "eugenia do bem" em direção a uma futuro onde todos serão "iguais", ou, mais provavelmente, como em Admirável Mundo Novo, onde uns serão "mais iguais" que outros.

Este mesmo NEGACIONISTA sem coragem suficiente para sustentar seu intento de eugenia, defende o aborto como um "direito" da mulher sobre o próprio corpo quando, de fato, nada mais está fazendo do que defender o direito da mulher assassinar um filho. 

NEGACIONISTA na pandemia nega haver alguma eficácia em medidas precoces para combate ao coronavírus alegando não haver comprovação científica de eficácia para medicamentos que, comprovadamente por décadas, não causam efeitos colaterais, ao mesmo tempo, cobra do governo federal a urgente vacinação de toda a população com qualquer vacina, todas sem terem cumprido todas as etapas para um desenvolvimento e, portanto, apresentam um evidente risco em sua aplicação, risco esse admitido no contrato de fornecimento ao constar que o laboratório produtor não terá qualquer responsabilidade no caso de efeitos colaterais futuramente registrados.

NEGACIONISTAS no poder, pertencentes ao espectro da "esquerda caviar", de dentro de seus isolamentos gourmets, ou livres, leves, soltos em praias paradisíacas, negam, a toda uma população, os direitos de ir e vir, de trabalhar (fonte de sustento), de lazer (fonte de saúde mental e física) em nome de um "fique em casa" em ambiente fechado, de baixa circulação de ar, enquanto fingem não ver que as fontes principais de contaminação estão nas aglomerações nos meios de transporte públicos, nos hospitais, nas favelas onde não há possibilidade de distanciamento social em casebres de poucos metros quadrados.

Já os NEGACIONISTAS políticos brasileiros perdedores da última eleição para Presidente, negam as realizações de um governo legitimamente eleito se concentrando em repetir incansavelmente um lema importado que atribui a desafetos a retórica do "racista, sexista, 
homofóbico, fascista e genocida" pois não se conformam com o fato de estarmos em uma democracia e terem que esperar 4 anos para tentar voltar ao poder (ou tomar o poder, como proclamou José Dirceu), mas, com falta de argumentos de sustento de suas críticas, bradam ao vento "impeachment já". 


O NEGACIONISTA de fato, real, ungido e vivente "em outro nível" intelectual, bem acima de todos nós, em essência, nega fatos e defende com veemência radical, NARRATIVAS que, de tanto repeti-las, acredita que um dia vingarão e o elevarão aos píncaros da glória. E do poder, óbvio.




Nota final: Afirmar que a Terra é plana, não é coisa de NEGACIONISTA, é apenas um chiste criado por um gozador que, com certeza está a rir a gosto e se perguntando como tantos idiotas ainda falam nisso. Não, o NEGACIONISTA é um provável ser ungido que, na falta do que fazer, nega que alguns humanos tenham posto o pé na Lua.



Assino a revista digital semanal OESTE. Logo após ter terminado a edição deste post, recebi o emeio com o link para a edição desta semana. O editorial chama a atenção para o artigo da Ana Paula Henkel com o título " O novo Estado onipotente e o reino transgênero" e que nos dá conta de um decreto de Biden que agora só depende de 60 votos no Senado para sua aprovação. Aviso para os que se interessarem em ler: é ASSUSTADOR!



1) Socinistas - Corruptela que proponho para empacotar socialistas e comunistas em um só conceito. Corruptela é a "deformação de palavras (...) de forma proposital, como forma de eufemismo (...)". Fonte: Wikipédia

2) Sobre a distopia da ideologia de gênero veja o vídeo da juíza Andréa Barcelos.





E você, já encontrou um lugar na sua consciência para a lealdade intelectual com você mesmo?

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Comente, se não conseguir fazê-lo aqui, faça no Grupo do Blog Hipocrisia, no Whatsapp ou no Telegram, ou mesmo no particular. É fundamental receber sua opiniões, comentários, críticas e sugestões. Obrigado desde já.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

ATENÇÃO: A inserção de comentário NÃO funciona no Google CHROME.

Obrigado.